Search
sexta, 20 de outubro de 2017
  • :
  • :

Tragédia em Mimoso do Sul completa um mês e sobreviventes tentam voltar à rotina

Tragédia em Mimoso do Sul completa um mês e sobreviventes tentam voltar à rotina

Um mês após o acidente que matou onze pessoas em Mimoso do Sul, familiares das vítimas ainda se recuperam da tragédia. A maioria das vítimas era integrante de um grupo de dança folclórica alemã, de Domingos Martins. Para os sobreviventes, a luta para superar o trauma é diária.

A estudante Nínive, 14 anos, era uma das dançarinas do grupo e também estava no veículo envolvido no acidente. Aos poucos, ela vai retomando a rotina. No entanto, de acordo com o cabeleireiro Rogério Carvalho, pai da jovem, ela evita falar sobre o assunto. “Em todos os lugares que a gente pode ir com ela, a gente vai para ela esquecer aquilo e voltar para a rotina normal. Ela não gosta de comentar isso com ninguém”, disse.

No acidente, nove pessoas ficaram feridas. Uma delas continua sob cuidados médicos. Anderson Mercher segue internado em um hospital particular da Serra. Por nota, a prefeitura de Domingos Martins informou que o rapaz já passou por diversas cirurgias. O quadro é estável, mas não há previsão de alta.

O acidente aconteceu no dia 10 de setembro, na BR 101, na altura do município de Mimoso do Sul. O grupo voltava de uma apresentação em Minas Gerais. O microonibus onde estavam foi atingido por um caminhão que transportava rochas. Uma carreta de cerveja e um carro de passeio também se envolveram na batida, que terminou em um incêndio de grande proporção.

O pai de Nínive relata que o clima em Domingos Martins ainda é de muita comoção. As apresentações do tradicional grupo de dança alemã foram interrompidas. A alegria das músicas típicas foi substituída pela tristeza de quem perdeu familiares e amigos. “Nós, como pais dos novatos, não podemos deixar a peteca cair”, disse.

Na época do acidente, O motorista que teria provocado a tragédia foi ouvido pela polícia, mas acabou liberado. Por nota, a secretaria de Segurança Pública do Estado informou que as investigações ainda estão em andamento e que só irá passar novas informações após a conclusão do inquérito.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Folha Vitoria




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *