Search
quinta, 22 de outubro de 2020
  • :
  • :

Trabalhadores dos Correios decidem encerrar greve e voltam às atividades no ES

Trabalhadores dos Correios decidem encerrar greve e voltam às atividades no ES

Os trabalhadores dos Correios do Espírito Santo aprovaram, na tarde desta terça-feira (22), o fim da greve que já durava 35 dias. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios no Espírito Santo (Sintect-ES), o retorno ao trabalho ocorrerá ainda nesta terça-feira, a partir de 22 horas.

A decisão sobre o retorno às atividades ocorreu durante uma assembleia realizada pelos trabalhadores, na Praça Oito, no Centro de Vitória. Na segunda-feira (21), o Tribunal Superior do Trabalho (TST) havia decidido que os funcionários dos Correios deveriam receber um reajuste de 2,6% e retomar as atividades a partir desta terça, sob pena de multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento.

O Sintect-ES afirmou que a decisão do tribunal retirou cláusulas históricas que comprometem cerca de 40% dos rendimentos da categoria. A greve de trabalhadores da estatal começou no dia 17 de agosto e, de acordo com o entendimento do TST, o movimento não foi abusivo.

Por meio de nota, os Correios informaram que a maior parte dos empregados da estatal que havia aderido à paralisação retornou ao trabalho nesta terça-feira, em todo o Brasil. Segundo a empresa, 92,7% dos funcionários estão trabalhando normalmente.

Os Correios informaram também que, com a compensação das horas não trabalhadas, medida também determinada pelo TST, a empresa pretende ampliar a capacidade operacional do plano de continuidade do negócio e normalizar o mais rápido possível o fluxo de entregas de cartas e encomendas, em todo país. De acordo com a estatal, mutirões de entrega continuarão sendo realizados com o apoio dos empregados das áreas administrativa e operacional.

A empresa informou ainda que a rede de atendimento permanece aberta e os serviços, inclusive o Sedex e o PAC, continuam disponíveis. Já as postagens com hora marcada permanecem temporariamente suspensas — medida em vigor desde o anúncio da pandemia.

Fonte: Folhavitoria