Search
sexta, 22 de junho de 2018
  • :
  • :

Artigo: MAS…..O TEMPO PASSA…..

Artigo: MAS…..O TEMPO PASSA…..
O casal estava super feliz: uma criança viria alegrar o seu lar. Não sabiam se seria menino ou menina, mas a felicidade era muito grande. Chegou o grande dia e a festa foi geral. Pessoas, às dezenas, chegavam para visitar e trazer lembrancinhas. Os pais agradeciam a todos e o neném já sorria como entendesse o que se passava. Passaram-se os meses, começou engatinhar e balbuciar algumas palavras, mas……o tempo passa….
A criança cresceu e se tornou um adolescente. Sempre atento, fazia muitas perguntas sobre o mundo e a sua própria existência. Fiel e obediente, deixava transparecer seu grande amor pelos pais e brincava muito com seus amigos, mas…..o tempo passa…..
O adolescente nunca foi um “aborres cente” e se tornou um jovem promissor. Atuante na comunidade. Exemplo em sua igreja. Responsável pela associação local. Gostava de jogar bola, dançar forró e organizar eventos sociais. Se tornou uma liderança muito
respeitada em sua escola. Notas boas eram comuns no seu currículo escolar, mas….. o tempo passa……
O jovem finalmente se tornou um homem adulto. Pessoa serena e de palavra. Se tornou também uma espécie de conselheiro, pois muitos o procuravam quando tinham dúvidas sobre alguma coisa. Finalmente decidiu que estava no momento de construir sua própria família, pois namorava uma moça há três anos. O casamento foi muito disputado. Centenas de amigos compareceram. A festa varou a madrugada, mas…..o tempo passa…..
A casa onde morava o casal era ampla e muito bonita. Após um ano de matrimônio, nascia o primeiro filho. Com sete anos os membros daquela residência já eram seis, pois havia nascido um casal de gêmeos. Os filhos cresceram, estudaram, se formaram e partiram para lugares distantes. A esposa veio a falecer e ele ficou idoso e sozinho, mas….o tempo passa…..
Aquele ancião adoeceu. Não tanto pela dor e sim pela saudade. Seus filhos o abandonaram. Ele malmente conseguia preparar sua comida. Suas despesas eram custeadas pelo salário de sua aposentadoria. Um dia chega a sua casa uma senhora e lhe faz um convite: venha morar conosco em um lugar onde existe amor e carinho. Ele exitou por um instante e finalmente aceitou. Hoje ele vive em um local para idosos. Ali é cuidado com atenção e respeito, mas mesmo assim, todos os dias, do alpendre do lar, fixa sua visão na distância. Talvez, quem sabe,  esperando que àqueles que o deixaram, reflitam e venham visitá-lo. É… quem sabe….mas, o tempo passa….e sempre há uma esperança.
José Alberto Valiati



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *