Search
tera, 16 de outubro de 2018
  • :
  • :

Termina nesta sexta consulta pública da ANS sobre planos de saúde

Termina nesta sexta consulta pública da ANS sobre planos de saúde

Termina hoje (5) o prazo para o envio de contribuições e sugestões da sociedade para a consulta pública nº 71 da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que trata do Programa de Acreditação de Operadoras de Planos Privados de Assistência à Saúde. Os interessados podem enviar sugestões até as 23h59 desta sexta-feira, no site da agência.

Até o momento, a ANS recebeu 356 contribuições. A agência informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que será disponibilizado, em breve, relatório com a relação e análise das contribuições.

A consulta pública sobre o Programa de Acreditação de Operadoras de Planos Privados de Assistência à Saúde foi aberto no último dia 6 de setembro. O programa foi implantado em 2011 e incentiva a eficiência das operadoras de planos de saúde. Ele será atualizado com base nas colaborações recebidas da sociedade.

Transparência

De acordo com a ANS, a atualização do programa tem por objetivo garantir maior transparência e legitimidade no processo de avaliação das operadoras, com elaboração de um manual único que sirva de embasamento à avaliação feita pela auditoria, além de reduzir a assimetria de informações no setor e incentivar a adesão de operadoras exclusivamente odontológicas, não contempladas atualmente.

A adoção de um novo modelo do programa, cuja adesão é voluntária por parte das operadoras, vem sendo discutida pela ANS junto ao setor desde dezembro de 2016.

A certificação é conferida às operadoras por entidades acreditadas. Para isso, as operadoras têm de cumprir critérios de qualidade definidos pela agência em termos de gestão organizacional, gestão da rede, gestão em saúde e experiência do beneficiário.

Segundo a ANS, a acreditação representa um diferencial para concorrência no mercado, na medida em que incentiva a melhoria de processos pelas operadoras, resultando em maior qualificação na prestação de serviços.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Agência Brasil

COMENTÁRIOS



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *