Search
sbado, 21 de setembro de 2019
  • :
  • :

Projeto leva autoestima, empoderamento e sustentabilidade para alunos em área de vulnerabilidade social

Projeto leva autoestima, empoderamento e sustentabilidade para alunos em área de vulnerabilidade social

Um projeto educativo está mostrando a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social como a autoestima e a sustentabilidade podem mudar o jeito como enxergam a si mesmas e a comunidade onde vivem.

            O projeto, chamado Autoestima e Empoderamento por meio da Sustentabilidade, surgiu com o propósito de ensinar alunos participantes a como produzir produtos de higiene, beleza e de qualidade de vida a partir de elementos simples e naturais, como mel, óleo de coco, cacau em pó, pó de café, entre outros que estão presentes no dia a dia das pessoas, com uma grande vantagem: são sustentáveis.

O projeto

             O projeto surgiu após uma parceria entre a empresa Novozymes, multinacional dinamarquesa que atua no segmento de enzimas e microrganismo, com o Centro Educacional Marista Ecológica, de Almirante Tamandaré, Região Metropolitana de Curitiba, que atende gratuitamente mais de 300 crianças e adolescentes.

            Com uma proposta de ensino integral, um grupo de alunos participa, durante todo ano, de diversas oficinas. “Os projetos garantem um currículo diversificado, o conhecimento se torna materializado na prática, os alunos escolhem as oficinas que querem participar e são motivados a desenvolverem habilidades que serão importantes no futuro”, revela Giilys da Silva, diretora da escola.

            Para atendê-los, foi desenvolvido um projeto que pudesse tratar de temas como autoestima, empoderamento e sustentabilidade. “Nos reunimos com parceiros que pudessem participar conosco, aplicar as oficinas e oferecer a prática às crianças e adolescentes. Assim, buscamos na Universidade Positivo, com o curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia, o desenvolvimento de receitas de produtos que eles pudessem realizar no projeto e aprender a produzir para uso próprio e de suas famílias. Com a Haze, os participantes conheceram mais sobre empreendedorismo, empoderamento e com a Novozymes interagiram com a biologia e a sustentabilidade”, explica Angela Fey, Relações Públicas da empresa.

            Assim, foi desenvolvido um conjunto de receitas de produtos para cuidados pessoais, com o passo a passo do desenvolvimento de produtos como protetor labial, feito a partir de cera de abelha, óleo de coco e cacau em pó, além de outros como sabão em barra, esfoliante, desodorante, perfume sólido, perfume líquido, entre outros.

 

A prática

            Durante dois meses, o projeto focou no desenvolvimento da autoestima e o empoderamento das crianças. “Buscamos mostrar a eles uma conexão bastante prática, com o propósito de reforçar a importância do cuidado com a higiene básica e a conexão com a sustentabilidade em suas vidas, fornecendo ferramentas para que elas possam produzir produtos para cuidados pessoais (de baixo custo), que tenham um apelo mais sustentável, e transformar este conhecimento em algo prático, criando uma rede empreendedora em adolescentes em situação de vulnerabilidade social, para que eles pudessem levar todo esse conhecimento para suas casas e comunidades onde vivem”, conta Angela. Além de tudo isso, o projeto está conectado com 5 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas.

             A produção dos produtos rendeu momentos fora sala de aula também, é o caso da aluna Camily Vitória Andrade Garcia, de apenas 11 anos. Ela comenta que gostou das oficinas e levou a prática para casa. “Quando minha mãe me viu fazendo, veio me ajudar também, e nós duas juntas fizemos vários produtos, para nós usarmos e ela levar para o trabalho dela, as pessoas adoraram”, revela.

            Além da criação dos produtos de higiene básica, as crianças ainda criaram uma logomarca, um nome e um jingle para os seus próprios produtos.

COMENTÁRIOS
COMPARTILHE...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.