Search
domingo, 22 de abril de 2018
  • :
  • :

Polícia Civil prende suspeita de alugar veículos em outros Estados e revendê-los no ES

Polícia Civil prende suspeita de alugar veículos em outros Estados e revendê-los no ES

A equipe da Delegacia Especializada de Defraudações e Falsificações (Defa) prendeu nesta quarta-feira (11) uma mulher suspeita de alugar automóveis em outros Estados e revendê-los  ilegalmente aqui no Estado. A.P.N., de 37 anos, foi presa, em flagrante, na Praia do Canto, em Vitória, enquanto dirigia um dos veículos de luxo alugados. Em sua casa, no bairro Jardim Camburi, no mesmo município, foi encontrado outro carro que também seria vendido de forma ilegal no Estado.

Com A.P.N. os policiais apreenderam dois veículos de luxo alugados em São Paulo, sendo um no valor de R$90 mil e outro avaliado em R$160 mil. Na casa da suspeita também foram encontrados documentos de automóveis, boletos de transferências referentes às vendas ilegais, planilhas de lucros, além de documentos falsos.

“Há algum tempo nós temos investigando casos de golpes a locadoras. Pessoas que saem do Estado, alugam veículos e depois retornam para vende-los com documentos falsos. A suspeita começou a ser investigada após recebermos um denúncia anônima feita pelo Disque-Denúncia (181)”, informou a responsável pela operação, delegada Rhaiana Bremenkamp.

De acordo com a delegada, A.P.N. viajava para outros Estados e com documentos falsos alugava os veículos. “Quando ela voltava ao Estado, ela falsificava os documentos dos veículos e os revendia. Tudo indica que ela contava com o apoio de terceiros. Sem ter conhecimento, muitas pessoas acabavam comprando esses carros. Apesar da venda de outros veículos estarem sendo investigadas, é muito importante que as vítimas procurem a delegacia para registrar o Boletim de Ocorrência”, afirmou Rhaiana Bremenkamp.

A.P.N. foi autuada por receptação e associação criminosa e está sendo investigada pelos crimes de estelionato e falsidade ideológica. Ela foi encaminhada ao Centro de Triagem de Viana (CTV).

 

 

 

 

 

 

 

Fonte:  Polícia Civil




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *