Search
sexta, 20 de outubro de 2017
  • :
  • :

Famílias de Vitória estão mais dispostas a consumir

Famílias de Vitória estão mais dispostas a consumir

Intenção de Consumo das Famílias (ICF) registra crescimento pelo segundo mês consecutivo 

De acordo com a Pesquisa de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomércio – ES), no mês de setembro, as famílias de Vitória estão, gradativamente, recuperando a disposição em consumir. O levantamento registrou alta de 8,5% em relação a agosto, chegando aos 43 pontos de um índice que vai de 0 a 200, em que 0 representa insatisfação total e 200, satisfação total. Apesar do crescimento, que segue desde o mês anterior, a marca continua baixa e ainda está no patamar de insatisfação. Na comparação com setembro de 2016, o indicador apresentou baixa de 24,5%.

José Lino Sepulcri, presidente da Fecomércio – ES, acredita que a permanência no patamar de insatisfação se deve à falta de empregos. “As famílias capixabas estão voltando a consumir, mas, devido ao desemprego, esse processo acontece de forma gradativa. Entretanto, já é possível perceber uma melhora que permanece desde agosto”, disse.

Emprego e consumo

Dos sete componentes presentes no índice, seis apresentaram variações positivas em setembro em relação a agosto. Entre os melhores resultados destaca-se Nível de Consumo Atual, com alta de 41%, seguido de Perspectiva de Consumo, que registrou crescimento de 39,9%. Neste último tópico, as famílias analisam se será possível ter um consumo maior ou menor no mês seguinte. Já o Emprego Atual, assim como no mês anterior, apresentou baixa em relação à última pesquisa, com retração de 0,7%.

Para Maria José Main Lucas, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de Colatina, apesar de ainda não ser possível falar em recuperação, as expectativas para o final do ano são boas. “Nós acreditamos que a partir de agora as coisas vão melhorar e a população vai voltar a consumir. Já é possível perceber um resultado melhor em relação ao ano passado”, falou.

Brasil

Os dados da ICF no Brasil para o mês de setembro registraram queda de 0,7%, marcando 76,8 pontos em relação a agosto. Se comparado a setembro de 2016, houve alta de 6,4%.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *