Search
sexta, 22 de maro de 2019
  • :
  • :

Ouça a Rádio Iconha FM

Estado registra aumento no número de ocupados e tem média superior à nacional

Estado registra aumento no número de ocupados e tem média superior à nacional

O número de pessoas ocupadas no Espírito Santo apresentou crescimento de +3,7% no 4º trimestre de 2018, quando comparado a igual período do ano anterior, um acréscimo de mais 68 mil pessoas ocupadas. Com isso, o nível de ocupação capixaba atingiu 58,5%, superior às médias nacional (54,5%) e do Sudeste (56,9%). Os dados divulgados pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) têm como base a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) Trimestral, do IBGE.

São considerados ocupados aqueles que, na semana de referência da pesquisa, trabalharam pelo menos uma hora completa em trabalho remunerado (seja em dinheiro, produtos, mercadorias ou benefícios), trabalharam sem remuneração direta (em ajuda à atividade econômica de membro do domicílio) ou, ainda, pessoas que tinham trabalho remunerado do qual estavam temporariamente afastadas naquela semana.

Entre as atividades econômicas em que os ocupados atuavam, os destaques são para o setor de “Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas” (19,0%), atividades de “Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura” (14,2%) e de “Educação, saúde humana e serviços sociais” (11,3%).

O rendimento médio dos trabalhadores ocupados no Espírito Santo permaneceu estável estatisticamente, ficando em R$ 2.125,84 na data de referência da pesquisa.

Ao passo que o número de ocupados aumentou, a pesquisa registrou variações negativas na taxa de desocupação (pessoas que não estão ocupadas, mas procuram trabalho) tanto na comparação com o 4° trimestre de 2017, (-1,4 pontos percentuais) quanto em relação ao trimestre imediatamente anterior (-1,0 p.p.), ficando estimada em 10,2%.

No recorte regional, a Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV) apresentou taxa de desocupação de 12,1%, também com reduções em ambas as bases de comparação. Já na capital (Vitória), a taxa ficou estável em 11,3%.

Estes e outros indicadores podem ser acessados no Boletim Mercado de Trabalho no Espírito Santo – 4º trimestre de 2018.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN)

COMENTÁRIOS
COMPARTILHE...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *