Search
sexta, 12 de agosto de 2022
  • :
  • :

Casos de chikungunya aumentam e Cachoeiro reforça combate a mosquito

Casos de chikungunya aumentam e Cachoeiro reforça combate a mosquito

Equipes da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) estão reforçando o combate ao Aedes aegypti, no bairro Coramara, em Cachoeiro, após o aumento do nível de infestação do inseto e da ocorrência de casos de chikungunya na região.

Além do uso de inseticida para o combate ao mosquito, a Vigilância Ambiental também promove atividades educativas nas escolas e nas ruas, alertando sobre a importância do combate aos focos do mosquito.

A equipe da Estratégia Saúde da Família (ESF) da Unidade Básica de Saúde do Coramara está fazendo trabalho de busca ativa pelo bairro. O objetivo é identificar pessoas que apresentam sintomas de doenças causadas pelo Aedes que não procuraram a unidade de saúde.

5a4a1970 8857 0136 5bfe 6231c35b6685  minified - Casos de chikungunya aumentam e Cachoeiro reforça combate a mosquito

Antes do Coraramara, foram feitos trabalhos de combate ao Aedes nos bairros Abelardo Machado, Novo Parque, Alto Novo Parque e Santa Cecília, que resultaram em estagnação da infestação nessas áreas. Nas próximas semanas, atividades de reforço também serão direcionadas ao bairro São Luiz Gonzaga.

Chikungunya – sintomas da doença

A chikungunya tem sintomas semelhantes aos da dengue: febre, mal-estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, apatia e cansaço. Porém, a grande diferença está nos seus efeitos de comprometimento das articulações, uma vez que o vírus avança nas juntas dos pacientes e causa inflamações, com fortes dores acompanhadas de inchaço, vermelhidão e calor local.

Caso apresente os sintomas, o paciente deve ser encaminhado para a unidade de saúde mais próxima para análises laboratoriais e tratamento. Também é importante adotar medidas preventivas contra o mosquito transmissor, evitando o acúmulo de água parada em vasos de plantas, garrafas, pneus velhos, calhas, entre outros.

Fonte: Folha vitoria