Search
quinta, 18 de abril de 2019
  • :
  • :

Ouça a Rádio Iconha FM

ESPORTE CAPIXABA

FUTEBOL NA RÁDIO ICONHA

Chegada das chuvas preocupa para aumento de casos de dengue

Chegada das chuvas preocupa para aumento de casos de dengue

As altas temperaturas e a falta de chuva foram características marcantes em janeiro deste ano no Espírito Santo. Mas o mês de fevereiro chegou, e com ele a chuva que, para muitos, é sinônimo de frescor.

No entanto, de acordo com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), apesar da chuva prevista para os próximos dias, as temperaturas permanecerão altas, chegando a 34 graus na Grande Vitória, e esta associação de água parada proveniente das chuvas e altas temperaturas são preocupantes, pois é a combinação perfeita para o surgimento de criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, do zika e da chikungunya.

Além disso, é preciso atenção, pois os ovos colocados pelos mosquitos nas últimas semanas, em contato com a água das chuvas, irão eclodir, o que aumenta os riscos de proliferação do Aedes aegypti.

 

Veja aqui o 5º boletim da dengue.

 

Veja aqui o 5º boletim de zika.

 

Veja aqui o 5º boletim chikungunya.

 

De acordo com o Incaper, para esta quinta-feira (07), há previsão de pancadas de chuva em alguns momentos na Região Sul e no centro-leste da Região Serrana, e predomínio de sol nas demais regiões, sem expectativa de chuva. Já nesta sexta-feira (08), há previsão de pancadas de chuva com trovoadas na maioria das regiões, a partir da tarde. Só não há expectativa de chuva para a Região Nordeste e leste da Região Norte.

Para o mês de fevereiro, segundo o Incaper, a média das temperaturas máximas na Grande Vitória será maior que 32 graus.  Fevereiro será um dos meses mais quentes do trimestre do verão.

 

Como se prevenir

– Limpar o quintal, jogando fora o que não é utilizado;

– Tirar água dos pratos de plantas;

– Colocar garrafas vazias de cabeça para baixo;

– Tampar tonéis, depósitos de água, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;

– Manter os quintais bem varridos, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas e sacolas plásticas;

– Escovar bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, pratos de plantas, tonéis e caixas d’água) e mantê-los sempre limpos.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Governo do ES / Secretaria de Estado da Saúde

COMENTÁRIOS
COMPARTILHE...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.