Search
quarta, 13 de novembro de 2019
  • :
  • :

Chegada das chuvas preocupa para aumento de casos de dengue

Chegada das chuvas preocupa para aumento de casos de dengue

As altas temperaturas e a falta de chuva foram características marcantes em janeiro deste ano no Espírito Santo. Mas o mês de fevereiro chegou, e com ele a chuva que, para muitos, é sinônimo de frescor.

No entanto, de acordo com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), apesar da chuva prevista para os próximos dias, as temperaturas permanecerão altas, chegando a 34 graus na Grande Vitória, e esta associação de água parada proveniente das chuvas e altas temperaturas são preocupantes, pois é a combinação perfeita para o surgimento de criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, do zika e da chikungunya.

Além disso, é preciso atenção, pois os ovos colocados pelos mosquitos nas últimas semanas, em contato com a água das chuvas, irão eclodir, o que aumenta os riscos de proliferação do Aedes aegypti.

 

Veja aqui o 5º boletim da dengue.

 

Veja aqui o 5º boletim de zika.

 

Veja aqui o 5º boletim chikungunya.

 

De acordo com o Incaper, para esta quinta-feira (07), há previsão de pancadas de chuva em alguns momentos na Região Sul e no centro-leste da Região Serrana, e predomínio de sol nas demais regiões, sem expectativa de chuva. Já nesta sexta-feira (08), há previsão de pancadas de chuva com trovoadas na maioria das regiões, a partir da tarde. Só não há expectativa de chuva para a Região Nordeste e leste da Região Norte.

Para o mês de fevereiro, segundo o Incaper, a média das temperaturas máximas na Grande Vitória será maior que 32 graus.  Fevereiro será um dos meses mais quentes do trimestre do verão.

 

Como se prevenir

– Limpar o quintal, jogando fora o que não é utilizado;

– Tirar água dos pratos de plantas;

– Colocar garrafas vazias de cabeça para baixo;

– Tampar tonéis, depósitos de água, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;

– Manter os quintais bem varridos, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas e sacolas plásticas;

– Escovar bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, pratos de plantas, tonéis e caixas d’água) e mantê-los sempre limpos.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Governo do ES / Secretaria de Estado da Saúde

COMPARTILHE...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.