Search
sbado, 24 de fevereiro de 2024
  • :
  • :

Homem que divulgou fotos da autópsia de Marília Mendonça é condenado a 8 anos de prisão

Homem que divulgou fotos da autópsia de Marília Mendonça é condenado a 8 anos de prisão

Marília Mendonça e o avião que caiu com a cantora em MG – Foto: Reprodução/Web

André Felipe de Souza Pereira Alves foi condenado à prisão por vilipêndio de cadáver ao divulgar fotos da autópsia de Marília Mendonça e Gabriel Diniz. No total, ele foi condenado a 8 anos de reclusão e 2 anos e 3 meses de detenção pela Justiça do Distrito Federal, adicionando outros crimes à pena. A informação é do blog Splash no UOL.

A decisão ainda o condena por de divulgação de nazismo, xenofobia, racismo contra nordestinos, uso de documento público falso, atentado contra serviço de utilidade pública e incitação ao crime. Esses delitos eram cometidos em seu perfil no Twitter.

O regime inicial de cumprimento da pena será o semiaberto, sendo dois anos de detenção por vilipêndio a cadáver, dois anos de reclusão por divulgação do nazismo, dois anos de reclusão por crime de xenofobia, dois anos de reclusão por crime de racismo de procedência nacional, um ano de reclusão por uso de documento falso, um ano de reclusão por crime de atentado contra serviço de utilidade pública e 3 meses de detenção por incitação ao crime.

“A natureza das fotografias expostas e os comentários realizados pelo réu através do seu perfil na então rede social Twitter demonstraram o inequívoco objetivo de humilhar e ultrajar os referidos mortos”, diz o juiz Max Abrahão Alves de Souza na sentença.

André foi preso em abril pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) por divulgar as imagens. No interrogatório, ele confessou que publicou o conteúdo criminoso na rede social e foi denunciado pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).