Search
segunda, 27 de maio de 2019
  • :
  • :

Ouça a Rádio Iconha FM

Dia Internacional da Mulher: conheça a servidora mais antiga que é a cara da Sesport

Dia Internacional da Mulher: conheça a servidora mais antiga que é a cara da Sesport

No Dia Internacional da Mulher, a Secretaria de Estado de Esportes e Lazer faz uma homenagem a todas as mulheres em nome de sua servidora mais antiga. Balbina Maria Zippinotti de Lima nasceu em Piúma, no litoral sul capixaba, no dia 14 de março de 1961, e atua na Sesport há 23 anos. Além disso, fanática por esporte e praticante assídua de atividades físicas, ela encarna como poucas o etilo de vida propagado pela secretaria.

“Como atleta, já pratiquei corrida de rua, triathlon, travessia, natação e vôlei. Hoje, sigo correndo, caminhando, pedalando e nadando. Só mesmo pelo prazer de me sentir bem. Por exemplo, quase todos os dias vou a pé da minha casa para o trabalho. Gasto cerca de 1h10. E ainda volto a pé também. Quando estou com pressa, aí vou de bicicleta”, conta a servidora.

Professora de Educação Física, formada pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Balbina passou em um concurso público em 1991. De início, deu aulas na Escola Galdino Antônio Vieira, em Vila Velha. Mas, em 1996, foi transferida para o antigo Departamento de Esporte Amador e Recreação do Espírito Santo (Deares), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Educação (Sedu) que daria origem à Sesport, em Bento Ferreira. No ano seguinte, ela começou a atuar no setor onde se encontra até hoje: o de competições, cujo destaque são os Jogos Escolares.

“Vi muito atleta ser formado ao longo dos anos nos Jogos. Vi também grandes professores e técnicos. Mas, acima de tudo, fiz muitas amizades. Eu me tornei uma referência, por todo esse tempo de dedicação. Nunca cheguei atrasada a uma partida. Nem faltei a um jogo. Adoro trabalhar, tanto nos Jogos como no dia a dia da Secretaria. Faço tudo com muito amor”, afirma Balbina.

Como professora de Educação Física que é, Balbina destaca a importância do esporte para as mulheres e a sociedade em geral. “Quando estamos em uma idade entre 14 e 25 anos, pensamos no esporte mais como competição. Porém, depois, você passa a praticar o esporte simplesmente porque ele te faz bem. Para corpo, espírito e o convívio social. Indico o esporte principalmente às mulheres da minha idade. É fundamental para aliviar o estresse do cotidiano e equilibrar os hormônios”, conclui ela.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Sesport

COMENTÁRIOS
COMPARTILHE...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.